Exemplos da pureza de Cristo

March 1, 2018

 

“Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor?” (Mt.5.13)

 

Deveríamos ser exemplos de vida com respeito a toda VERDADE, AMOR e JUSTIÇA.

 

Em meio a cidades orgulhosas e arrogantes, deveríamos ser exemplos de humildade e modéstia, gloriando-nos somente na glória de Cristo, nosso Senhor (Gl.6.14).

 

Imersos em um mundo sem perdão nem confissão, deveríamos mostrar corações quebrantados, prontos para confessar as faltas ao Senhor e pedir perdão a todo aquele contra o qual pecamos; dispostos a perdoar todo aquele que nos pedir perdão.

 

Peregrinando por terrenos não confiáveis, em que os homens não agem com honestidade, deveríamos mostrar que Cristo mudou nossa vida, para não mais mentirmos uns para os outros, pois a Verdade nos libertou.

 

Entre pessoas dominadoras, que governam para si mesmas, deveríamos ser modelos de servos, servindo uns aos outros com satisfação, dispostos a dar a vida por aqueles pelos quais Jesus morreu; executando a vontade de Jesus aqui na terra como nos céus.

 

Em um mundo de mentiras, iras, discórdias e divisões, a igreja deveria ser um abrigo para aqueles que procuram a Verdade e o amor, a fim de que encontrem em Cristo uma singela vida pura e piedosa, adornada pela comunhão de homens e mulheres tementes a Deus.

 

Habitando entre pessoas maledicentes, deveríamos transmitir graça aos que ouvem (Ef.4.29), “falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais” (Ef.5.19), como instrumentos para edificação de todo aquele que se achegar a Cristo.

 

Caminhando entre pessoas autossuficientes que querem viver por suas próprias forças, deveríamos andar em oração, em plena dependência de Deus, sempre esperando que o Senhor conduza nossos passos pela Palavra e por sua providência graciosa diária.

 

Na presença de homens e mulheres invejosos, que não desejam o bem ao próximo, os cristãos deveriam mostrar prazer na alegria dos irmãos e compartilhar as vitórias alcançadas pelo semelhante, pois o amor de Cristo traz satisfação ao coração daquele que contempla as bênçãos divinas derramadas sobre os outros.

 

Diante de sistemas corrompidos pela ganância e pela soberba dos homens, aqueles que “têm fome e sede de justiça” (Mt.5.6) deveriam ver na igreja a beleza de uma política purificada pelo sangue de Jesus, por ser administrada por homens íntegros, piedosos e abnegados.

 

Em uma geração relativista e pluralista, deveríamos proclamar zelosamente a Verdade, por meio da qual o homem é liberto do império das trevas e transportado para o Reino do Filho do amor de Deus (Cl.1.13), pois Cristo é a Verdade.

 

Deveríamos ter essas marcas, porque Jesus chamou seu povo de “sal da terra” e “luz do mundo” (Mt.5.13-16). Lembremos, portanto, que a glória da igreja de Cristo não se encontra em mostrar, para as pessoas lá de fora, simples números, valores e prédios incapazes de manifestar a glória do Senhor. Paulo disse que se gloriaria na fraqueza, para que nela Deus manifestasse seu poder e grandeza (2Co.12.9), como fez muitas vezes nos dias do Antigo Testamento por meio da vida de homens simples como José, Moisés, Josué, Gideão, Davi etc. Pois, nem mesmo todo adorno aparente dos homens pode tornar bela a noiva do Cordeiro se a pureza de Cristo não cobrir sua nudez.

Compartilhe no Facebook
Gostei
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Pastor Alexandre A. Costa

Ligue:

54 984 136 915

Igreja Matriz: 

Rua Ernesto Zanrosso, 2669

Caxias do Sul-RS

  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon
  • Branco Ícone Google+
  • SARCAICO

Envie seu Pedido de Oração

*Campos Obrigatórios

Congregação em Vacaria: 

Rua Teodoro Borges dos Santos, 520, Vacaria-RS

Versão 4.4.3 © 2017 Igreja Presbiteriana de Caxias do Sul. Todos os Direitos Reservados.