Espera pelo Senhor


Esperei confiantemente pelo SENHOR; ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro” (Sl.40.1)

Quem não passa por problemas na vida?

Por causa do pecado presente no mundo, os problemas se tornaram parte inevitável do dia a dia, não só da humanidade, como, também, de todo o restante da criação. Animais têm que enfrentar problemas com predadores, doenças e catástrofes naturais, tanto quanto as pessoas que vivem nas “selvas de pedra” metropolitanas. O apóstolo Paulo nos diz que toda a criação sofre os danos do pecado presente no mundo desde a queda de Adão e Eva:


“Pois a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora.” (Rm.8.20-22)


Portanto, com um pouco de atenção, os problemas podem nos ensinar algo importante. Eles nos advertem sobre as consequências do pecado, pois foi por causa da desobediência de Adão e Eva que o mundo caiu (Gn.3) e toda a criação passou a sofrer os danos do pecado. Se o homem e a mulher tivessem confiado plenamente na Palavra de Deus, não teriam dado ouvidos a Satanás. Hoje, com o mundo caído, o ser humano pode olhar para trás e dizer: Deveríamos ter confiado na Palavra divina (Gn.2.17).


Mas, o nosso propósito aqui não é olhar apenas para o passado. Precisamos saber lidar com os problemas do presente. Você sabe o que fazer quando os problemas aparecem? A maioria de nós tende a se preocupar de imediato, afligindo o próprio coração ao considerar que deve tentar resolver todos os problemas da vida sozinho e com as próprias forças. Essa é uma das razões para o elevado número de pessoas ansiosas. Elas carregam, sozinhas, o fardo da vida em seus ombros, como se tudo dependesse delas.


Porém, será que é preciso ser assim? As muitas promessas divinas nos dizem que não; nos dizem que Deus, o Criador, é muito bom e tem satisfação em abençoar aqueles que esperam por Ele: “Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera” (Is.64.4). Observe que o Senhor não deixou de falar com o homem, mesmo após o pecado de Adão e Eva. E Ele tem falado em nossa geração, chamando-nos para descansar nEle. Contudo, você confia suficientemente em Deus?


O Espírito do Senhor tem falado a todas as gerações por meio da Santa Escritura, chamando o homem a confiar em sua misericórdia, graça e poder. E, dentre as muitas graciosas palavras, tem ecoa o chamado do Senhor para que descansemos o coração nEle, confiando em seu amor, seu poder e suas promessas, pelas quais ele pode fazer até o impossível (Lc.1.37): “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” (Mt.11.28).


Todavia, sei que muitas vezes será difícil para o coração ter que esperar. O mundo tecnológico trouxe muito conforto ao homem, mas, também, formou uma humanidade extremamente frenética e imediatista. Não temos paciência para esperar coisa alguma, afinal com um só click temos acesso ao mundo na tela de um celular que carregamos em nossas mãos. E isso pode ser muito ruim para a mente e o coração do pecador que precisará aprender a esperar (Lm.3.22-26; Fp.4.6-7) sempre em Deus: “Ora, esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos” (Rm.8.24-25).


Então, já sabemos que temos a quem recorrer quando tivermos problemas e que, portanto, não estamos sozinhos. Mas, você confia nessa pessoa? Essa pessoa é o próprio Deus, o Criador e o Senhor de todas as coisas. Acreditas que Ele ouve tua voz quando clamas no recôndito de teu coração? Acreditas que Ele vê tua necessidade, até a mais íntima de teu coração? E acreditas que a vontade dEle é, realmente, melhor que a tua? Eliú confortou o coração angustiado de Jó, conduzindo-o a confiar em Deus: “Jó, ainda que dizes que não o vês, a tua causa está diante dele; por isso, espera nele” (Jó.35.14).


É preciso esperar em Deus! E esperar é um desafio para o aflito que tem pressa em ver sua angústia passar, seu problema ser resolvido, sua dor ser aliviada. Algumas pessoas dirão: “- É fácil falar! Difícil é pôr em prática!” Quanto a isso, todos teremos de concordar. Contudo, o melhor caminho ainda é confiar e esperar em Deus (Sl.42.5,11). E quanto mais fundo for o poço em que você se encontre, mais fácil será para você se desfazer da ilusão que não precisa da graça de Deus. Por isso, podemos dizer: “- Quão preciosos são os momentos no fundo do poço, pois é lá que largamos a rédea de nossas vidas.” Foi assim que Abraão mostrou a firmeza de sua fé em Deus: “Abraão, esperando contra a esperança, creu, para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe fora dito: Assim será a tua descendência.” (Rm.4.18).


Também, foi andando pelo vale da sombra da morte (Sl.23.4) que Davi aprendeu a confiar plenamente em Deus, mesmo em meio às mais densas trevas que o cercavam. Foi esse Davi atribulado, perseguido e maltratado que disse:

“Espera pelo SENHOR, tem bom ânimo, e fortifique-se o teu coração; espera, pois, pelo SENHOR” (Sl.27.14)

“Descansa no SENHOR e espera nele, não te irrites por causa do homem que prospera em seu caminho, por causa do que leva a cabo os seus maus desígnios” (Sl.37.7)

“Somente em Deus, ó minha alma, espera silenciosa, porque dele vem a minha esperança” (Sl.62.1,5)

“Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre” (Sl.131.3)


Para esperar em Deus, você precisará ouvir o que diz o autor de Hebreus: “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração” (Hb.4.7). Ou seja, mesmo que lhe seja difícil, você precisará confiar na vontade de Deus, não na sua própria vontade (Pv.3.5). Mesmo quando você pensar ter a resposta para todos os problemas, precisará crer que Deus sabe o que realmente é melhor (Rm.12.2). Mesmo que pareça não haver qualquer saída, você deverá crer que o Senhor está a seu lado para o ajudar, porque as promessas de Deus são fiéis e verdadeiras: “Contentai-vos com as coisas que tendes; porque ele tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei” (Hb.13.5). Somente assim, seu coração desfrutará da paz de Deus que excede todo entendimento (Fp.4.7) e encontrará descanso para a sua alma (Mt.11.29).


Portanto, caro amigo, seu grande desafio diante de qualquer problema da vida, não é saber como solucionar o problema, mas conseguir aquietar seu coração, fazendo-o descansar no Senhor, confiando nas promessas de Deus, nosso Criador. Um coração em paz, não somente pensa melhor, mas é capaz de esperar a resposta divina que nem sempre vem de imediato. Então, cultive em seu coração a plena confiança em Deus e espere nEle, afinal “sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam” (Hb.11.6).

Posts Recentes
Arquivo